Cookies

A Funds People colocou cookies no seu computador para ajudar a melhorar este site. Pode alterar as suas definições de cookies a qualquer altura.

Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

Saiba mais >

Fortunas

Maior fortuna do Brasil pertence ao dono da maior empresa por capitalização bolsista do país

Jorge Paulo Lemann detém um património de 18.900 milhões de dólares, ficando no 36º lugar na lista dos mais ricos a nível mundial.

Funds People Portugal | 05 de Dezembro de 2012 hrs.
Coins_lot_26_horizontal

Autor da imagem: Ashishbhatnagar72, dominio público, vía Wikimedia Commons

Paul Lemann, um banqueiro de dupla nacionalidade brasileira e suiça converteu-se no homem mais rico do Brasil ao superar o magnata das matérias primas Eike Batista. Conseguiu a sua fortuna investindo na cervejaria AB InBev e na cadeia de 'fast food' Burger King.

Lemann nasceu no Brasil em 1939 e é filho de um empresário suíço. Estudou economia em Harvard e trabalhaou brevemente como colunista de negócios no Jornal do Brasil antes de entrar no mundo das corretoras. Também foi tenista profissional, consagrando-se campeão nacional no Brasil e disputou a Copa Davis por duas vezes, representando numa das vezes o Brasil e na outra a Suíça.

Lemann e os seus sócios, com os quais na actualidade divide a direcção de um 'family office'  e da empresa de compras 3G Capital, fizeram um dos maiores investimento a longo prazo em 1982. Compraram uma das maiores cadeias de 'retail' do Brasil, Lojas Americanas. Sete anos mais tarde, adquiriram a Cervejaria Brahma.

Mais tarde, os “três mosqueteiros”, como são conhecidos, continuaram no universo das aquisições. Em 1999 combinaram várias cervejarias da América Latina em Brahma, posteriormente transformada em Cia. de Bebidas das Américas, mais conhecida por AmBev. Actualmente, a empresa é a maior empresa do Brasil por capitalização bolsista, superando a Petrobras no mês passado.

A última operação foi a compra da cadeia de 'fast food' Burger King em 2010 através da 3G Capital. No início deste ano, venderam 29% da sua participação à Pershing Square Capital Management.

Lemann superou o seu "adversário" Eike Batista (que prometeu por diversas vezes o desejo de ultrapassar a fortuna do homem mais rico do planeta, o mexicano Carlos Slim) após as acções da AmBev, a maior cervejaria do mundo, terem alcançado os 67 euros e as acções do Burger King se revalorizarem cerca de 11% desde Junho. Assim, a sua fortuna atingiu os 18.900 milhões de dólares, segundo o índice de multimilionários da Bloomberg, que, para além disso, o posiciona em 36º lugar nos mais ricos do mundo. Eike Batista posiciona-se no 38º lugar e tem uma fortuna avaliada em 18.500 milhões de dólares. As acções das suas seis 'startups' de recursos naturais sofreram uma queda para este ano, eliminando quase metade da sua riqueza desde Março.

0 COMENTÁRIOS